Cultura e Esporte - Detalhes

Coletiva – Mostra Multicultural

Compartilhar:

Percebendo a necessidade da estruturação da indústria criativa em Maringá, o grupo de projetos da cooperativa Macuco (Maringá Cultural Cooperativismo), formado por Rafael Morais, Diogo Corrêa, Felipe de Moraes e Pedro Marques criaram a Coletiva – Mostra Multicultural.

O QUE É?
A Coletiva é uma mostra Multicultural e Multidisciplinar com aproximadamente um ano de duração, e conta com oficinas, rodas de conversa e exposições de arte, além de três eventos de encerramento, tudo oferecido gratuitamente para a comunidade.

QUANDO ACONTECE?
De segunda a sexta, a partir de agosto de 2018, durante 7 meses.

QUEM PODE IR?
A mostra é destinada a todos os cidadãos de Maringá e Região, sendo 50% das vagas reservadas para alunos e servidores da rede pública de ensino.

A classificação é livre para as atividades, salvo as oficinas que têm idade mínima de acordo com suas especificidades.


CONHECENDO MAIS SOBRE POESIA.
LINGUAGEM: LITERATURA
PÚBLICO: A PARTIR DE 15 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 16 HORAS
PERÍODO: AGOSTO A OUTUBRO DE 2018
DIA E HORÁRIO: TODA SEGUNDA DAS 13:30 ÀS 15:30
SALA: OFICINA COLETIVA
ERICA PAIVA ROSA

MINISTRANTE: ERICA PAIVA ROSA
Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Maringá e especialista em História, Arte e Cultura pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Atualmente, é mestranda em Letras, professora, produtora cultural e pesquisadora na área de literatura e construção de identidades. Em 2017, coordenou o projeto cultural Itinerante Música e Poesia, vencedor do Prêmio Aniceto Matti (Edital 008/2015, Lei Municipal 9160/2012).

RESUMO
Por meio da apresentação do gênero literário poesia em suas mais variadas formas, a oficina visa demonstrar como a literatura é presente na vida das pessoas e assim instigá-las ao gosto pela leitura e pela criação poética.

OBJETIVO
Demonstrar que a literatura é acessível e próxima da vida das pessoas e que elas são capazes de produzir textos poéticos.

EMENTA
• Conceito de poesia
• Linguagem poética
• Panorama histórico do gênero na literatura mundial e na literatura brasileira
• Principais autores, escolas literárias e contextos de produção
• Intertextualidade
• Paródia
• Formas fixas e tradicionais
• Poesia visual e poema-colagem
• Poesia marginal
• Poética da brevidade
• Formas poéticas orais
• Processo de criação poética
• Construção coletiva de textos
• Papel da literatura na vida dos sujeitos



ATIVIDADES CIRCENSES. O curso consiste em aulas teórico-práticas de diferentes habilidades circenses, como malabarismo, acrobacias de solo e aéreas, expressão corporal, entre outros. Poderão participar crianças, jovens e adultos.

LINGUAGEM: ARTES CÊNICAS
PÚBLICO: A PARTIR DE 7 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 36 HORAS
PERÍODO: AGOSTO A DEZEMBRO DE 2018
DIA E HORÁRIO: TODA SEGUNDA DAS 16:00 ÀS 18:00
SALA: MULTIUSO

MINISTRANTE: PATRICIA DENA GUIMARÃES
Pós-graduada em Dança pela Faculdade Metropolitana de Maringá (FAMMA). Graduada em Educação Física - Licenciatura e Bacharelado pela Universidade Estadual de Maringá. Possui experiência na área de Educação Física Escolar, Dança/Expressão Corporal, Ginástica e Atividades Circenses. Atualmente trabalha com Ginástica Rítmica nos níveis de iniciação e treinamento esportivo e com atividades circenses aéreas e de solo.

OBJETIVO
O objetivo principal é aproximar a população às artes circenses, estimulando as práticas artísticas de crianças, jovens e adultos, e promovendo maior autoestima, criatividade, autoconfiança e relacionamentos sociais, além de melhorar a aptidão física. Busca-se fazer com que as artes circenses sejam difundidas para além da lona de circo itinerante e vistas como possibilidades de atividades físicas e artísticas.

EMENTA
O tema do curso é a arte do CIRCO e as suas práticas corporais. Trabalhando com essa temática, podemos envolver os temas de:
• Aptidão física e saúde;
• Motricidade global;
• Expressão corporal;
• Criatividade;
• Socialização;
• Auto-estima e auto-confiança.



TEORIA MUSICAL COM ÊNFASE EM VIOLÃO.
LINGUAGEM: MÚSICA
PÚBLICO: A PARTIR DE 14 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: TODA QUARTA DAS 09:30 ÀS 11:30
SALA: MULTIUSO

MINISTRANTE: THIAGO HENRIQUES CORTES.
27 anos, ensino superior completo, músico há 13 anos, toca em bandas há 10 anos, ministra aulas particulares de violão para iniciantes há 8 anos.

RESUMO
O curso será de teoria musical com ênfase em violão para alunos iniciantes. Será dividido em módulos que gradualmente proporcionarão ao aluno desenvolver habilidades gerais e específicas relacionadas à musicalidade, tendo como foco a execução musical com o violão, indo do nível básico ao intermediário. Serão turmas de até três alunos, com duas aulas semanais de uma hora de duração durante a semana ou uma aula semanal aos sábados com duas horas de duração.

OBJETIVO
Capacitar o aluno a reconhecer e compreender todas as potencialidades do instrumento, bem como reproduzir e criar uma diversidade de estilos musicais e suas interações para que cada aluno possa descobrir aqueles com que mais se identifica.

EMENTA
• Apresentação ao Instrumento
• Afinação
• Postura
• Mão direita e mão esquerda
• História da música
• O que é música: harmonia, melodia e ritmos
• Notas musicais: escala natural
• Cifragem
• Acordes maiores e menores
• Tablatura
• Intervalos
• Formação de acordes: tríades e tétrades
• Escalas pentatônicas
• Modos gregos
• Campo harmônico
• Exercícios
• Músicas



PINTURA EM TELA.
LINGUAGEM: ARTES VISUAIS
PÚBLICO: A PARTIR DE 12 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: TODA TERÇA DAS 13:30 ÀS 15:30
SALA: OFICINA COLETIVA

MINISTRANTE: AMELIA DE FATIMA COL DEBELLA GONÇALVES.
Graduada em Artes visuais pela Unicesumar em Maringá, pós graduada em Arte Educação pelo Instituto Paranaense, pós graduada em Docência em ensino superior pelo Instituto Paranaense. Foi Instrutora de Artes no CAC Centro de Ação Cultural de Maringá, foi professora de arte na Rede Estadual de Educação, professora de arte na Rede Municipal de ensino de Maringá, é Instrutora de Artes na Escola de artes Col Debella nas dependências do Colégio Marista de Maringá.

RESUMO
A oficina tem como metodologia atividades em grupo e individuais nas quais os participantes pintam as telas utilizando tintas a óleo ou acrílica.

OBJETIVO
Estimular a criatividade, a imaginação, a percepção visual e proporcionar a integração, o autoconhecimento e a autovalorização de seus participantes.

EMENTA
Serão desenvolvidas técnicas de pinturas iniciais com tintas acrílica e a óleo, além de:
• Perspectiva
• Profundidade
• Sombra
• Luz
• Cores



INSTRUMENTOS DE SOPRO.

LINGUAGEM: MÚSICA
PÚBLICO: A PARTIR DE 12 A 18 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: TODA TERÇA DAS 16:00 ÀS 18:00
SALA: MULTIUSO

MINISTRANTE: MARCOS SALA
Formado em Licenciatura em Música pela Universidade Estadual de Maringá, atua com Bandas e Fanfarras.

RESUMO - A oficina consiste no ensino de partituras e prática com instrumentos de sopro como o trompete, o flugelhorn, o trombone e afins.

OBJETIVO - Formação de novos instrumentistas de sopro para prática em Banda Marcial.

EMENTA
• Ensino de divisão musical
• Prática instrumental



BRASIL PANDEIRO.

LINGUAGEM: MÚSICA
PÚBLICO: A PARTIR DE 14 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO 2019
DIA E HORÁRIO: TODA QUINTA DAS 13:30 ÀS 15:30
SALA: MULTIUSO

MINISTRANTE: ANDRO GUSTAVO BALDAN RIBAS
Andro Gustavo, 34 anos, relaciona-se diretamente com a música há mais de dez anos, formando-se em Violão Popular pela EMMO (Escola Municipal de Música de Ourinhos/SP), Técnico em Educação Musical pela ETEC – Escola Técnica Estadual de Ourinhos/SP e no curso de Licenciatura em Música da UEM (Universidade Estadual de Maringá/PR). Trabalhou como violonista, baixista e percussionista em diversos grupos musicais na região de Ourinhos, participando de alguns festivais de canções, como o FEJAN (Jacarezinho/PR) e o FEMUCIC (Maringá/PR), com composições próprias e parcerias.

RESUMO
Essa oficina visa trazer ao participante um passeio por diversos ritmos musicais brasileiros sob a ótica do pandeiro. Instrumento emblemático da cultura nacional, o pandeiro pode apresentar a quem o empunha uma ampla compreensão sobre os aspectos mais particulares dos ritmos, tendo em vista a pluralidade de material musical que um só ritmo tende a abarcar por se tratar de um instrumento completo em termos de timbres. Além da experiência prática musical em grupo, o curso também proporciona uma viagem sobre a história da música brasileira e o contato com a linguagem musical escrita, lida e tocada.

OBJETIVO
Levar ao público uma experiência musical, cultural e de lazer, tendo o Pandeiro como veículo de interação com os mais diversos ritmos brasileiros.

EMENTA
• Iniciação ao pandeiro
• História do pandeiro
• Prática de repertório
• Timbres e técnicas aplicadas ao pandeiro
• Leitura Rítmica aplicada ao pandeiro
• Introdução aos ritmos brasileiro
• Conceitos históricos e musicais dos ritmos brasileiros
• Apresentando os Ritmos Nordestinos (Baião, Côco, Xaxado, Xote, Maracatu, Afoxé...)
• Apresentando os Ritmos Samba e Choro (Polca, Maxixe, Choro-Samba...)
• Apresentando os grandes nomes do pandeiro
• Arranjos musicais para grupo de pandeiros



O TEATRO MOVIMENTO .

LINGUAGEM: ARTES CÊNICAS
PÚBLICO: DE 14 A 20 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 40 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO 2019
DIA E HORÁRIO: TODA QUINTA DAS 16:00 ÀS 18:00
SALA: MULTIUSO

MINISTRANTE: LAURA CHAVES DE SOUZA PELUSO
Mestre em Políticas Públicas com enfase na política cultural, bacharel em artes cênicas (UNIRIO/1982), atriz e diretora com diversas atuações em Maringá com o teatro adulto e infantil. Ministrantes de diversos cursos de teatro. Aposentada pela UEM como técnica em Assuntos Culturais (jan/2016).

RESUMO
Fazer teatro é buscar um maior conhecimento de si, é experimentar as limitações, é buscar possíveis verdades escondidas nos mais remotos personagens. A criação se manifesta pelas mais diversas formas, pela expressão do corpo, pelos movimentos, por ações físicas. São características que vão se unindo e promovendo a interface do homem e a sociedade, representado no ato do espetáculo.

A arte nos propõe um maior conhecimento das relações, compõe um eixo formativo do intelecto que colabora com uma visão mais sensitiva e estética dos grupos que participam de atividades desta natureza em contraposição com grupos que não tem estas mesmas oportunidades. O teatro desde a Grécia antiga demonstra seu papel de fundamental importância na transformação do homem que constrói sua trajetória na sociedade. E hoje, por mais que muitos grupos ainda não tenham acesso ao processo artístico cultural, esta oficina se justifica pela proposta de suscitar no aluno/ator o uso de uma linguagem que o motive a perceber o mundo sob o olhar da sensibilidade e da humanização. A arte pode facilitar esse conhecimento.

OBJETIVO
Motivar os alunos/atores a uma reflexão do processo criativo como ferramenta de transformação; Possibilitar ao aluno/ator o desenvolvimento de técnicas teatrais; Ativar a sensibilidade, a criatividade e a imaginação no processo criativo; Criar novas possibilidades de dinamização do conhecimento através do fazer teatral para um maior entendimento das relações sociais.

EMENTA
• Dinâmica de integração e relacionamento com os temas memória, identidade e lugar
• Conhecimento do eu, do outro e do meio
• Concentração, observação e imaginação na prática teatral
• Percepção do espaço, movimento e gestualidade no espaço cênico
• Teatro - processo de consciência do homem em transformação
• Exposição teórica sobre os fundamentos do teatro e o processo criativo
• Exercícios práticos fundamentando os conceitos teóricos



MODELAGEM EM CERÂMICA.

LINGUAGEM: ARTES VISUAIS
PÚBLICO: A PARTIR DE 16 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 16 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: TODA SEXTA DAS 16:00 ÀS 18:00
SALA: OFICINA COLETIVA

RESUMO
O curso consiste em desenvolver modelagem na arte cerâmica, compartilhando com os alunos princípios básicos do trabalho com o barro.

OBJETIVO
Introduzir o aluno nas praticas do fazer cerâmica crianDo um público crítico.

EMENTA
• Acordelado
• Texturas
• Placas
• Queimas
• Esmaltação

MINISTRANTES:
- NILZA JACUÍ
Historiadora formada pela UEM, curso de modelagem manual em cerâmica na mesma instituição Desde 2010 vem participando em congressos, simpósios nacionais e internacionais, encontros específicos, cursos de aperfeiçoamento e participação em exposições em São Paulo, Curitiba e Maringá. Exposição solo 2014 e 2015 em vários locais em Maringá.

- MARIA DO CARMO
Graduada em Pedagogia pela UERJ (Universidade Edtadual do Rio de Janeiro) e em Fisioterapia pela UNIG (Universidade Iguaçu), com especialização em Acupuntura pela FRASCE (Faculdade de Reabilitação da ASCE), formação em modelagem manual em cerâmica pela UEM (Universidade Estadual de Maringa). Participou de congresso, coletiva das artes do fogo, exposições "Singular do Barro" e na Câmara Municipal de Maringa, projetos "Cerâmica Café " e "Espera com Arte", tendo participado ainda de cursos específicos em esmaltação, oficina de escultura de cabeça e outros, vem desenvolvendo seu trabalho dentro da arte do fogo.



DANÇA LIVRE E A CONSCIÊNCIA CORPORAL.

LINGUAGEM: DANÇA
PÚBLICO: A PARTIR DE 9 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 24 HORAS
PERÍODO: OUTUBRO E NOVEMBRO DE 2018
DIA E HORÁRIO: TODA QUARTA DAS 18:00 ÀS 21:00
SALA: MULTIUSO

RESUMO
Dançar, deixar fluir, perceber o ritmo da música, do silêncio, do outro, de si próprio.

OBJETIVO
Resgatar e estudar o dançar e o brincar dançante.

EMENTA
Hora guiados por musica hora pelo silêncio, exercicios serão propostos para que todos os corpos alcancem maior consciência e empoderamento junto ao:
• Aprender sobre a individualidade
• Aprender ferramentas para possibilitar a comunicação/ expressão
• Práticas ritmicas
• Estudar o corpo e suas infinitas formas de improvisar
• Brincar
• Conectar-se com o todo
• Dançar

MINISTRANTE: TATIANE PRATTI
Maringaense tem sua formação acadêmica em Educação Física pela UEM. Formada em Ballet Clássico em 2003.Pesquisa com performance desde 2007. Trabalha como professora e coreógrafa desde 2008. Iniciou seus trabalhos como solista em 2010. Batuqueira integrante do Maracatu Ingazeiro desde 2012. Responsável pelo Grupo Baque Mulher Maringá desde 2014. Ministrante de oficinas de consciência corporal para diversas áreas da dança, teatro e ópera. Oficineira de Dinâmicas corporais em projeto da UEM veiculado com a ASSINDI que trabalha com os indios kaigang. Professora de Contato Improvisação na UEM. Professora de Dança Flamenca no Ballet Regina Mundi. Professora de Dança Contemporânea na Ingá Hum.



ENSINO À PRÁTICA DO MARACATU.

LINGUAGEM: CULTURAS POPULARES
PÚBLICO: A PARTIR DE 15 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: OUTUBRO DE 2018 A MARÇO 2019
DIA E HORÁRIO: TODA SEXTA DAS 14:00 ÀS 17:00
SALA: OFICINA E MULTIUSO

RESUMO
Através da prática em luthieria (técnica de confecção de instrumentos musicais), o aluno confeccionará uma Alfaia - instrumento musical característico tradicional da Cultura do Maracatu de Baque Virado (Manifestação popular Afro-Brasileira oriunda de Pernambuco), adquirindo conhecimento do processo completo de formação de Confecção. Após a Confecção serão apresentadas palestras abordando história e fundamentos do Maracatu de Baque Virado, concomitantemente serão desenvolvidas práticas musicais em toques executados no instrumento confeccionado.

OBJETIVO
Desenvolver identidade com a cultura Afro-Brasileira; Adquirir conhecimento do processo completo de confecção de Alfaias (Tambores característicos do Maracatu de Baque Virado); Desenvolver evolução musical através de práticas rítmicas e cânticas; Desenvolver noções de práticas coletivas em música percussiva.

EMENTA
• Prática técnica de manuseio em madeira, couro, tintas, cordas e amarrações.
• Panorâma histórico do Maracatu de Baque Virado.
• Conceitos e Fundamentos do Maracatu, de Baque Virado com referências na Nação do Maracatu Porto Rico.
• Práticas musicais percussivas.
• Práticas musicais em canto.
• Práticas musicais em orquestração.


MINISTRANTE: JOÃO GUILHERME FURLAN
Idealizador e membro fundador do Grupo de Maracatu Ingazeiro em 2010, atualmente assume a liderança do grupo, organizando, coordenando todas as atividades e ministrando oficinas conjuntamente com o Grupo de Maracatu Semente de Angola (Londrina – PR), com o batuqueiro e Ogam da Nação do Maracatu Porto Rico (Recife – PE) Rumenig Dantas. Experiência em Lideranças e apresentações com o Grupo de Maracatu Chapéu de Sol (Ribeirão Preto – SP). Participante da Oficina de Maracatu Porto Rico que foram realizadas em Londrina – PR. Participante da Oficina de Maracatu de Baque virado com o Batuqueiro e Ogam na Nação do Maracatu Estrela Brilhante de Recife, Pitoco do Ilê, realizadas pelo Grupo de Maracatu Rochedo de Ouro (São Carlos – SP).
Participante da Oficina de Atabaques (Toques e Ritmos Africanos) com o Mestre de Bateria e Percussão Rudah Felipe, que foram realizados no Ponto de Cultura Orunmilá (Ribeirão Preto –SP).
 Luthier de instrumentos (Alfaia e Agbê) de Maracatu.



DANÇAS URBANAS.

LINGUAGEM: DANÇA
PÚBLICO: DE 10 A 18 ANOS
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: DEFINIR DEFINIR DEFINIR
SALA: SALA MULTIUSO

RESUMO
Danças urbanas é uma das mais fortes vertentes da cultura hiphop onde se trabalha a relação do corpo com vários ritmos musicais como o Boom Bap, Funky, Soul, Experimental, e etc.

OBJETIVO
Fortificar a dança da cultura hip-hop na cidade.

EMENTA
Praticar com os alunos:
• Coordenação motora.
• Disciplina.
• Trabalho em grupo.
• Concentração.
• Atividade física.

MINISTRANTE: ALISSON ONILIO
Professor Coreógrafo e Dançarino de Breaking desde 2008.
Já trabalhou com os maiores nomes da dança na cultura Hip Hop, participou de workshops, e também foi jurado, participou e ganhou diversas competições por todo Brasil. Organizador do maior evento de Breaking do norte do Paraná: “Soul Breaking, B-5 (Batalha do Cincão)” e idealizador do BOOMBOX NA RUA.
Coreógrafo e Dançarino do grupo Flying Boys de Curitiba-PR.



MASCARAS EXPRESSIVAS PARA O TEATRO.

LINGUAGEM: ARTES VISUAIS
PÚBLICO: A PARTIR DE 15
CARGA HORÁRIA TOTAL: 48 HORAS
PERÍODO: AGOSTO DE 2018 A FEVEREIRO DE 2019
DIA E HORÁRIO: TODA SEXTA DAS 10:00 ÀS 12:00
SALA: OFICINA COLETIVA

RESUMO
Pesquisa e produção da máscara teatral. Desenvolveremos a partir de uma breve pesquisa, um planejamento para a máscara, em seguida, com a argila daremos o seu volume, explorando técnicas trabalharemos até sua finalização, de forma que fique uma máscara leve e resistente.

OBJETIVO
Desenvolver a criatividade através do planejamento e criação da expressão. Explorar a espacialidade e sensibilidade através da modelagem em argila. Obter conhecimento da produção da máscara com técnica descrita.

EMENTA
Para a produção desta máscara, faremos uma breve pesquisa e estudo de imagem acerca dos diferentes tipos de máscaras, em seguida trabalharemos com o desenho, planejando linhas e formas da expressão, com a base de uma máscara simples ou mortuária, daremos volume as expressões modelando com argila, com uma cola fortificada, empapelaremos com cuidado alternando materiais e criando uma trama resistente e por fim finalizaremos com acabamento e pintura.

MINISTRANTE: CARLA GUIZELINI.
Graduada em licenciatura em Artes Visuais. Participação com montagem e exibição de trabalhos na exposição artística coletiva “Intrínseco”, sucedida no Museu de história e Artes Hélenton Borba Côrtes. Estágio extracurricular remunerado com duração de dois anos no Centro de Ação Cultural de Maringá. Atuação na cenografia e fotografia nos espetáculos, "de tudo quanto é gente", "as viagens de um pequeno príncipe" e atualmente no projeto criança em cena realizados pela cia Forféu.

Local:

Maringá


Endereço:

Rua Padre Vieira, 443 - Vila Progresso


Vendas:

Inscrições Antecipadas e Gratuitas


Início:

15 SETEMBRO 2018 às 09h00


Término:

13 ABRIL 2019 às 21h00

Confirme as informações antes de sair, pois os horários, preços e formas de pagamento podem ser alterados sem aviso prévio.

Mais acessadas

Veja os mais acessadas na última semana
Stand-Up: Whindersson Nunes WHINDERSSON NUNES - Novo Show...
Domingo de Calourada Neste próximo domingo, dia 09/04...
Palco Livre na UEM Este evento é uma...
Cenas de Direção - Artes Os(as) acadêmicos(as) do curso de...