Notícia - Arte e Cultura

Compartilhar:

CINUEM de novembro levanta reflexões para o tema Queer em espaços cotidianos

Chegou novembro e também último mês de exibições do CINUEM em 2017. Já foram feitas 24 exibições ao longo deste ano e este mês promete ainda belas sessões, conversas e encontros. Haja fôlego!



As próximas três sessões serão dedicadas a um tema importante, atual e que tem sido pauta de acalorados debates no Brasil nos últimos meses: a questão queer. Essa ideia já estava sendo gestada há um tempo, mas tornou-se candente – para não dizer, necessária – após alguns episódios polêmicos ocorridos recentemente no Brasil. O primeiro, foi o fechamento antes do previsto da exposição Queermuseu - Cartografias da diferença na arte da brasileira, que estava sendo realizada em Porto Alegre, pelo Santander Cultural, acusada de estimular a pedofilia e zoofilia por grupos conservadores. O encerramento, contudo, foi também criticado por outros grupos, que argumentavam se tratar de censura.

Resultado de imagem para queer
Via FilmFreeWay

Logo depois, em outro episódio envolvendo obras de arte, grupos criticaram veementemente a releitura da performance Bicho, de Lygia Clark, que estava sendo executada pelo bailarino e coreógrafo Wagner Schwartz, na 35ª edição do Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM). A performance envolvia nudez e gerou fortes críticas dos mesmos grupos que levaram a Queermuseu ao fechamento, após um vídeo viralizar na internet, no qual se via uma criança que visitava a exposição – acompanhada de sua mãe – tocar o pé do artista. Muitos desavisados consideraram que se tratava de uma incitação à pedofilia, descontextualizando completamente a abordagem da obra e a situação vivida pela criança.

Resultado de imagem para queer
Via SFGate

Polêmicas envolvendo a arte sempre existiram (nenhuma novidade até aí), mas a virulência e a falta de embasamento de muitos posicionamentos recentes (levando à difamação e mesmo a agressões físicas) demonstram o quanto ainda é preciso conhecer e fazer arte – talvez um dos poucos lugares aonde ainda se pode sonhar com outros mundos possíveis –, além de discutirmos questões que envolvem corpo, gênero e sexualidade, assuntos que seguem sendo verdadeiros tabus no Brasil!

Resultado de imagem para queer
Via Infoshop.org

A proposta da Mostra de Cinema Queer vem nos munir de boas reflexões para travarmos o bom debate nos espaços cotidianos. Além disso, no final do mês de novembro, na abertura da MAFUÁ! Mostra do Filme Universitário e Amador, teremos uma palestra sobre com a Profa. Dra. Ramayana Lira (Unisul, Florianópolis - SC), com a palestra “Sob o signo da precariedade: Repensando o Cinema Queer” (no dia 29/11, às 14h, no auditório do I-12), que retomará os filmes que vamos exibir. Sobre a MAFUÁ!, mandarei informações detalhadas depois, quando fecharmos a programação.

Resultado de imagem para queer
Via The Stranger

Em resumo: no dia 01/11, exibiremos Paris is burning (Jennie Livingston, 1991, EUA, 78min), documentário que aborda a cultura gay suburbana em Nova York. Em seguida, no dia 08, exibiremos Eu, tu, ele, ela (Chantal Akerman, 1974, Bélgica, 90min), primeiro longa ficcional da diretora que faleceu no ano passado – Chantal interpreta a protagonista do filme, confinada em um apartamento, que escreve cartas a um desconhecido e depois se encontra com um caminhoneiro e uma amante. O terceiro, a ser exibido no dia 22/11, é A pelo que habito (Pedro Almodóvar, 2011, Espanha, 120min), que dispensa apresentações.


As exibições ocorrerão no auditório do H-35, nas quartas-feiras, às 19h. Classificação indicativa: 16 anos. Em tempo: as sessões desta mostra serão comentadas em conjunto pelos integrantes do Grupo de Estudos de Cinema, que eu coordeno, e pelo SEXCOM, grupo de estudo sobre Sexualidade e Comunicação, coordenado pela Profa. Dra. Ana Cristiana Teodoro da Silva, também do curso de Comunicação e Multimeios da UEM. Aos alunos e à Ana Cristina, registro meus agradecimentos antecipados, além da Profa. Dra. Ramayana Lira, a quem aguardamos ansiosamente!

Espalhem o convite e prestigiem!


***** PROGRAMAÇÃO COMPLETA *****

CINUEM APRESENTA: MOSTRA “CINEMA QUEER”
Sempre às quartas-feiras, às 19h
Coordenação: Profa. Dra. Cristiane Lima



01/11 – Paris is burning (Jennie Livingston, 1991, EUA, 78min)

CINUEM: Paris is burning


08/11 - Filme: Eu, tu, ele, ela (1974, Bélgica, 90min)

CINUEM: Eu, tu, ele, ela


15/11 – FERIADO – NÃO HAVERÁ EXIBIÇÃO


22/11 - Filme: A pele que habito
(Pedro Almodóvar, 2011, Espanha, 120min)

CINUEM: A pele que habito


Para mais eventos com entrada franca na cidade, acesse a matéria do "Maringá Gratuita" clicando AQUI.



Postado por: Enjoy Maringá

Mais acessadas

Veja as mais acessadas na última semana
25 coisas sobre Maringá, pela Após 8 meses morando em...
Ingressos dos shows da Expoingá Começaram a ser vendidos nesta...
Maringá Gratuita 2016 Pensando no momento econômico...
Virada Cultural de Maringá 2016 Saiu a programação...
26 lugares em Maringá que Seu aniversário está...